Translator

2 Definitivo

Muita gente é feliz e não sabe... Sofre por coisas pequenas, vive um ciclo vicioso de insatisfação e mergulhada num mundo cheio de amargura.
Como diz Carlos Drumond de Andrade no poema abaixo, a dor é inevitável e o sofrimento é opcional.
Ser feliz também é uma opção!


Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções
irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado
do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter
tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que
gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas
as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um
amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas
angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um
verso:

Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do
sofrimento,perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional...
.

2 comentários:

Adriana Alencar disse...

Maravilhoso Zuleima! E ele está incrívelmente certo, sofremos pelo que não temos! Não será hora de repensar e valorizar o que está na nossa mão e optar por não sofrer?
Excelente post!
Quero lhe agradecer, mais uma vez, por todo o carinho e incentivo ao blog. Você é incrível! Tenho imensa honra de ser sua amiga!
Beijo carinhoso,
Adri

Zuleima disse...

Claro Adri, é possível ser feliz com o que se tem, porque só temos duas opções: ser feliz ou não ser feliz. Eu escolhi ser feliz, tenho certeza que vc tb.
Ai que delíciaaaaaaa!!!! Tb tenho imensa honra de ser sua amiga.
Bjo no seu coração!

Postar um comentário

Olá, amiga(o)!

Obrigada por compartilhar sua opinião aqui no Blog.

Os comentários não são moderados, mas são todos lidos.
Se desejar, deixe o seu e-mail ou o link do seu blog, para que eu possa retribuir sua visita ou responder seu comentário (muitas vezes o link do blog não está configurado no seu perfil do blogger).

Seja bem-vinda(o)!

Um beijo cheio de carinho !!

Zuleima

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

Página Anterior Próxima Página Home
Related Posts with Thumbnails