Translator

7 Nó de afeto

Às vezes, atitudes valem mais que palavras...


"Em uma reunião de pais, numa escola da periferia, a diretora ressaltava o apoio que os pais devem dar aos filhos, pedia-lhes também que se fizessem presentes o máximo de tempo possível. Ela entendia que, embora a maioria dos pais e mães daquela comunidade trabalhassem fora, deviam achar um tempinho para se dedicar e entender as crianças.

Mas a diretora ficou muito surpresa quando um pai se levantou e explicou, com seu jeito humilde, que ele não tinha tempo de falar com  o filho, nem de vê-lo durante a semana, porque, quando ele saía para trabalhar, era muito cedo, e o filho ainda estava dormindo. Quando voltava do serviço, já era muito tarde e o garoto não estava mais acordado.

Explicou, ainda, que tinha de trabalhar assim para prover o sustento da família, mas também contou que isso  o deixava angustiado por não ter tempo para o filho e que tentava se redimir, indo beijá-lo todas as noites quando chegava em casa.

Para que o filho soubesse da sua presença, ele dava um nó na ponta do lençol que o cobria. Isso acontecia religiosamente todas as noites quando ia beijá-lo. Quando o filho acordava e via o nó, sabia que o pai tinha estado ali e o havia beijado. O nó era o meio de comunicação entre eles.

A diretora emocionou-se com aquela singela história e ficou surpresa quando constatou que o filho desse pai era um dos melhores alunos da escola."

******************

Até hoje me lembro quando meu irmão colocava chocolate embaixo do meu travesseiro enquanto eu dormia. Essa atitude de carinho por parte dele, fortaleceu os nossos laços de afeto.
(Afetivamente, ele foi o pai que eu praticamente não tive.)

Há sempre uma maneira de nos fazermos presentes na vida de nossos filhos, acho que o importante na hora em que estamos compartilhando momentos com nossos pequenos, eles sintam todo o nosso amor, carinho e afeto para que possam crescer seguros e, emocionalmente, equilibrados.
.

7 comentários:

Ciara Gomes disse...

Olá Zuleima!

Estou retribuindo e agradecendo sua visita.
Seu espaço também é muito rico, parabéns.

Sempre que quiser volte.

Um abraço fraterno

Ciara Gomes

Adriana Alencar disse...

Oi Zuleima!
Essa história deveria ser contada a todos os pais e mães que trabalham não apenas para incentivar maneiras deles serem mais presentes mas também para aliviar as suas consciências, pois não é tanto a quantidade de tempo como a qualidade do tempo passado com nossos filhos é o que conta.
Você deve ser muito simpática pessoalmente! Temos várias coisas em comum como fazer faxina, fazer unhas e cabelo e terminar a pós graduação, hehehehe!
Tenha um maravilhoso Domingo!
Bj
Adri

Zuleima disse...

Ciara, obrigada pelo carinho! Seja sempre bem-vinda por aqui. Bjos

Adri, obrigada!!
E é verdade, temos coisas em comum... só não entendo mto de moda, mas isso tenho certeza que posso aprender com você (entre mtas outras coisas) lá no seu blog.
Bjo gde!

clau disse...

Zu, não contive as lágrimas, vou pensar melhor em tudo isso, e fazer dos momentos junto aos meus filhos, único e maravilho, obrigada amiga!!!

Zuleima disse...

Clau, é um ótimo texto para refletir...
Eu mesma sou um exemplo, sofri por mtos anos com a ausência do meu pai. As poucas vezes que ele vinha me visitar não interagia comigo, ficava sentado na sala assistindo TV e eu me enfiava embaixo da mesa (nem sei por que, talvez como forma de protesto). Meu irmão foi mto importante pra mim, porque me dava mto amor e atenção, mas não nego que era o amor, o carinho e a atenção do meu pai que eu queria... (o amor de um pai é insubstituível!). Essa falta de atenção por parte do meu pai me tornou uma pessoa insegura e que tem dificuldades de lhe dar com situações de perda e rejeição (que graças a Deus estou conseguindo superar).
Que os pais sejam mais participativos na vida dos filhos.
É o que desejo, de coração!
Bjos

~º~ disse...

Aiii ki bloogg fofooo *-*

Anônimo disse...

quello che stavo cercando, grazie

Postar um comentário

Olá, amiga(o)!

Obrigada por compartilhar sua opinião aqui no Blog.

Os comentários não são moderados, mas são todos lidos.
Se desejar, deixe o seu e-mail ou o link do seu blog, para que eu possa retribuir sua visita ou responder seu comentário (muitas vezes o link do blog não está configurado no seu perfil do blogger).

Seja bem-vinda(o)!

Um beijo cheio de carinho !!

Zuleima

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

Página Anterior Próxima Página Home
Related Posts with Thumbnails