Translator

2 CNJ lança cartilha sobre Bullying

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou, no dia 20 de outubro de 2010, cartilha para ajudar pais e educadores a prevenir o problema do bullying nas suas comunidades e escolas. O material foi apresentado no seminário do Projeto Justiça na Escola, que aconteceu na Escola de Magistratura Federal (ESMAF), em Brasília.

A autoria da publicação é da médica psiquiatra, Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva, que também escreveu o livro “Bullying: Mentes Perigosas nas Escolas” sobre o mesmo tema, que prejudica a vida social de milhares de crianças e adolescentes no mundo todo.

O objetivo do Projeto Justiça na Escola, do CNJ, é aproximar o Judiciário e as instituições de ensino do país no combate e na prevenção dos problemas que afetam crianças e adolescentes. A ideia é fomentar o trabalho conjunto entre a Justiça e as instituições de ensino no tratamento de temas, como combate às drogas, bullying, violência nas escolas, evasão escolar, entre outros, com a participação de juízes, professores, educadores, psicólogos, alunos, pais, entre outros.

A cartilha é muito esclarecedora e traz questões importantes que pais e educadores precisam saber.

Veja aqui o conteúdo da cartilha.

Fonte: Conselho Nacional de Justiça
.

2 comentários:

clau disse...

Muito importante Zu, meu filho de 9 anos, sofreu bullying recentemente na escola, um menino que se achava o tal, se sentia malandro, aterrorizava as outras crianças, batia no meu filho, ele nem sabia porque apanhava, recebia apelidinhos maldosos, chegava em casa sempre triste, chorava e não dizia porque, até que me dei conta de alguns ematomas pelo corpo dele, fui até a escola e não sabiam de nada, então conversei sério com meu filho, que me contou, então fui até a professora, a diretora, ao guardinha da escola e nada foi feito, o menino posudo, continuava com as agreções, de nada adiantava falar com o garoto, e nem podíamos, porque ele é de menor, então fomos até a casa dele numa última esperança, falamos com os pais dele, e nos deparanos com uma triste realidade, uma família totalmente desestruturada, que nem vale apena citar agora, não sei nem como exemplaram o filho, mas sei que resolveu, graças a Deus, hoje o meu filho é mais sorridente, brinca com outras crianças sem medo, e eu fico feliz por tudo ter acabado bem com uma simples conversa, o que não vejo em muitos casos por aí, e paro para pensar, o que fazem as famílias com seus filhos, o que fazem a sociedade com essas famílias, tudo se transformou num caos, e como sempre digo, educação vem de casa!!! bjks Zu

Zuleima disse...

É uma triste realidade, Clau... meus filhos nem estão frequentando a escolinha e eu já estou sofrendo por antecipação, imagino vc que passou por isso... Graças a Deus vc conseguiu ajudar seu filho, mas a escola é responsável e deve zelar pelo bem estar dos alunos, caso contrário estará sendo omissa e deverá responder por isso.
Acredito que esse comportamento agressivo seja um cojto de fatores, mas com certeza é, entre outras coisas, um reflexo da má educação recebida de seus pais.
É um problema social grave e muito complexo, pois não adianta combater o fenômeno em si se as causas do problema continuam sem controle.
Me apego com Deus e isso, no momento, é a única coisa que me conforta...
Obrigada pelo seu depoimento.
Bjos

Postar um comentário

Olá, amiga(o)!

Obrigada por compartilhar sua opinião aqui no Blog.

Os comentários não são moderados, mas são todos lidos.
Se desejar, deixe o seu e-mail ou o link do seu blog, para que eu possa retribuir sua visita ou responder seu comentário (muitas vezes o link do blog não está configurado no seu perfil do blogger).

Seja bem-vinda(o)!

Um beijo cheio de carinho !!

Zuleima

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

Página Anterior Próxima Página Home
Related Posts with Thumbnails