Translator

3 Brincadeiras para a criançada


Pensando nas férias da criançada, encontrei, aqui em casa, um recorte de revista com 20 sugestões de brincadeiras para crianças entre 2 e 10 anos.

Ainda não tenho filhos em idade escolar, mas adoro reunir uma porção de atividades e brincadeiras para brincar com eles quando tiverem idade apropriada.

Como eu adoooooro compartilhar, aí vai:

1) DEDO VERDE: Ao cuidar de uma plantinha, seu filho desenvolve a responsabilidade, o respeito à natureza, a atenção e a coordenação motora. Selecione espécies que crescem rápido, como cebola e feijão, para que ele note o que mudou a cada dia - as transformações podem ser anotadas ou desenhadas num diário. Institua uma rotina de cuidados, com hora certa para regar e colocar o vasinho ao sol. Para brincar: Ao ar livre ou dentro de casa, sozinho ou em grupo.                            

2) CHUVA DE IDÉIAS: Lance um problema no ar: a sala está trancada e todos querem sair, só que a chave está numa prateleira alta demais. O que fazer? Vá aumentando o desafio gradativamente: se a resposta for "subo numa cadeira", explique, por exemplo, que não há nenhum móvel na sala (muito cuidado para não lançar questões sem solução). Esse tipo de jogo desenvolve competências e criatividade dos maiores. Para brincar: Ar ar livre ou dentro de casa e em grupo.

3) GUIA DE CEGO: Ponha uma venda nos olhos da criança e peça que uma outra seja seu guia em tarefas simples, como andar, beber, comer ou guardar um objeto na gaveta. Depois faça com que elas troquem de posição. Os pequenos repensam gestos corriqueiros, desenvolvem o senso de responsabilidade e cidadania e dão boas risadas. Cuide apenas para que todos fiquem longe de escadas e objetos perigosos. Para brincar: Ao ar livre ou dentro de casa e em grupo.

4) VAMOS ACAMPAR? Ninguém precisa dormir ao ar livre. Coloque um lençol sobre a mesa de jantar e a transforme numa cabana de faz-de-conta, com direito a saco de dormir ou cochonete, lanterna e lanche, onde seu filho pode passar uma noite diferente - em segurança. Aproveite para contar histórias e entrar no clima com ele. Para brincar: Dentro de casa, sozinho ou em grupo.

5) FÁBRICA DE CARIMBOS: No quintal ou no playground do prédio, forre o chão com um plástico grande (cortinas de boxe são perfeitas para isso) e dê duas ou três barras de sabão para cada criança. Peça que façam desenhos em baixo-relevo nelas usando a ponta de uma caneta. Ajude-as a retirar as rebarbas e deixe que pincelem as barrinhas com tinta guache e - se preferirem estampar camisetas, use tinta própria para tecido. Os mais crescidos vão soltar a criatividade, enquanto os menores vão gostar mesmo é de testar misturas de cores, lambuzar as mãos e fazer bagunça. Para brincar: Ao ar livre, sozinho ou em grupo.

6) DE ONDE VEM? No parque, sem que as crianças vejam, recolha folhas, pétalas e sementes. Depois as desafie a descobrir a que plantas pertencem. Os menores, a partir dos 4 anos, se sentem desafiados pela possibilidade de desempenhar a tarefa sem a ajuda de um adulto. Para os mais velhos, em torno dos 8 anos, a graça está na competição - se tiverem uma lupa nas mãos, vão se sentir verdadeiros detetives. Para brincar: Ao ar livre, sozinho ou em grupo.

7) MEMÓRIA VISUAL: Espalhe sobre a mesa objetos que seu filho conheça muito bem: borracha, lápis ou brinquedos. Deixe que observe atentamente as peças e depois cubra tudo com um lençol. Proponha, então, que ele faça uma lista do que viu. Para tornar a brincadeira mais complexa, vá retirando alguns objetos a cada rodada. Com menores de 4 anos, não use mais de quatro elementos. Para brincar: Dentro de casa, sozinho ou em grupo.

8) O QUE HÁ NA VIZINHANÇA? Visitas ao supermercado ou à lavanderia podem se transformar numa brincadeira educativa, contribuindo para o desenvolvimento da memória e da observação. Antes de sair com o pequeno pelo bairro, a pé ou de carro, peça que liste, de memória, coisas que se vêem no trajeto. Na rua, ele vai adorar conferir os itens. Se o passeio incluir mais de uma criança, proponha uma contagem de pontos. Para brincar: Ao ar livre, sozinho ou em grupo.

9) BAÚ DE FANTASIAS: Apesar de simples, essa atividade rende horas de diversão para crianças dos 3 aos 10 anos. Separe roupas, chapéus, gravatas, óculos, bijuterias e sapatos num grande cesto e deixe que soltem a imaginação. Os menores curtem a chance de vestir as peças sem ajuda. Os maiores adoram inventar personagens e dramatizar suas histórias. Para brincar: Dentro de casa, sozinho ou em grupo.

10) DIA COLORIDO: Crianças entre 2 e 5 anos estão em plena fase de discriminação das cores e adoram essa brincadeira. Uma ou duas vezes por semana, dedique o dia a uma determinada cor. É dia do vermelho? Escolha roupas do tom, use a toalha de mesa de acordo, sirva a gelatina que combina. Leve seu filho para um passeio e peça que aponte os objetos vermelhos. Se ele usar uma folha de papel celofane como filtro, verá o mundo inteiro colorido. Para brincar: Ao ar livre, sozinho ou em grupo.

11) CORRENTE DE HISTÓRIAS: Essa atividade estimula a memória e a criatividade, desinibe e, o que é melhor, pode acontecer em qualquer lugar, até no carro. Comece com "era uma vez" e lance a bola para que as crianças continuem a história. Cada uma conta um pedaço e passa adiante. Se tiver chance, ponha tudo no papel e leia para elas depois. Com certeza renderá boas gargalhadas, já que as tramas costumam ficar sem pé nem cabeça. Para brincar: Ao ar livre ou dentro de casa e em grupo.

12) DANÇA DAS CADEIRAS DIFERENTE: A brincadeira continua um sucesso, desenvolvendo a coordenação, o ritmo, a concentração e a agilidade. E a regra também não mudou nadinha: as crianças correm ao redor das cadeiras e, quando a música para, tentam sentar - como sempre falta um lugar, um participante cai fora a cada rodada. Mas você não precisa desmontar a sala ou levar a mobília para o playground. Recorte círculos ou quadrados de cartolina colorida e fixe as figuras no chão com fita crepe. No calor, que tal trocar o papel por bacias cheias de água? A garotada certamente vai se esbaldar. Antes, porém, certifique-se de que o piso seja antiderrapante. Para brincar: Ao ar livre ou dentro de casa e em grupo.

13) EU VEJO... Boa pedida para os que tem entre 2 e 7 anos e precisam gastar energia. Num lugar espaçoso, como uma praça, diga: "Vejo uma coisa amarela" ou "Vejo uma coisa fina e comprida". A criança deve localizar o objeto e correr para tocá-lo. Além de se exercitar, ela aprimora a percepção e trabalha conceitos como grande ou pequeno, fino ou grosso, alto ou baixo e longo ou perto. Para brincar: Ao ar livre, sozinho ou em grupo.

14) OLHO VIVO: O ambiente ideal é uma sala repleta de móveis e enfeites - mas fique tranquila, seus bibelôs vão permanecer intactos. Diga à criança para observar atentamente o cômodo e, depois, se retirar, esconda então um dos objetos e desafie-a a descobrir o que está faltando. É um jeito dinâmico de aprimorar a atenção, a concentração e a memória, ideal para maiores de 7 anos. Para brincar: Dentro de casa, sozinho ou em grupo.

15) ADIVINHE O QUE EU TENHO AQUI: Separe objetos de materiais, tamanhos e pesos diferentes: uma bolinha, uma colher de pau, uma caixa de fósforos. Mostre para as crianças. Sem que veja, coloque um deles num pote de plástico opaco, grande o suficiente para permitir que balance e peça que, pelo barulho, adivinhem o que há lá dentro. Boa maneira de exercitar a percepção auditiva. Para brincar: Dentro de casa, sozinho ou em grupo.

16) EU SOU ASSIM: Deite seu filho sobre uma grande folha de papel e risque o contorno do corpo dele. Depois peça que complete a figura - dos 3 aos 6 anos, é um ótimo exercício de reconhecimento do esquema corporal. Dica: deixe um espelho por perto para consultas eventuais. Se a brincadeira for em grupo, misture os desenhos no final e desafie as crianças a identificar quem é quem. Para brincar: Ao ar livre ou dentro de casa, sozinho ou em grupo.

17) PIQUENIQUE: Que tal um lanche ao ar livre? Pode ser no jardim, na praça ou num cantinho do playground. A diversão começa na cozinha. Coloque fatias de pão de forma, frios fatiados e outros ingredientes numa mesa e peça que cada um prepare seu sanduiche, embale em saquinhos de papel e escreva seu nome. Para crianças de 4 a 9 anos, é uma maneira deliciosa de estimular a coordenação motora fina, a organização e a capacidade de escolha. Para brincar: Ao ar livre, sozinho ou em grupo.

18) MOSAICO DE PAPEL: Quem não gosta de picar papel? Com uma tesoura ou as mãos, reduza revistas velhas a quadradinhos de tamanho regular - crianças mais velhas podem se encarregar da tarefa. Ponha o material em potes, forneça folhas de papel e cola branca (fica mais fácil usar com pincel) e deixe que soltem a imaginação formando e preenchendo figuras. Para brincar: Dentro de casa, sozinho ou em grupo.

19) MASSINHA PARA OS MIÚDOS: Modelar exercita a musculatura das mãos e a coordenação motora fina. Esta receita é muito fácil e não representa risco para os pequenos, que põem tudo na boca: numa tigela, junte 1 xícara de sal refinado com a mesma medida de farinha de trigo. Acrescente água aos poucos e vá amassando até que a mistura fique homogênea, sem grudar nas mãos - você pode tingí-la com suco artificial em pó. Dura três dias, guardada na geladeira em saco plástico. Para brincar: Ao ar livre ou dentro de casa, sozinho ou em grupo.

20) VIRA BICHO: Entre 2 e 5 anos, os pequenos adoram animais. Depois de contar histórias sobre bichinhos, proponha uma dramatização com máscaras. Você só vai precisar de pratinhos de plástico de festas infantis: faça furinhos para os olhos e deixe que criem as carinhas com tinta e colagem. As máscaras podem ser usadas com elástico ou palitos de sorvete. Enquanto se fantasiam, eles aprimoram o vocabulário, a memória, a concentração e a percepção. Para brincar: Dentro de casa, sozinho ou em grupo.

BOA DIVERSÃO !!
Bjos
.

3 comentários:

maria silva disse...

suas dicas me ajudou muito adorei

Anônimo disse...

Nossa seu blog é muito bom!! :e eu sempre vou entrar aqui agora e pode ter certeza que ele ja entrou na minha lista de favoritos parabéns!:c

Anônimo disse...

Este blog é muito legal!!!!

Postar um comentário

Olá, amiga(o)!

Obrigada por compartilhar sua opinião aqui no Blog.

Os comentários não são moderados, mas são todos lidos.
Se desejar, deixe o seu e-mail ou o link do seu blog, para que eu possa retribuir sua visita ou responder seu comentário (muitas vezes o link do blog não está configurado no seu perfil do blogger).

Seja bem-vinda(o)!

Um beijo cheio de carinho !!

Zuleima

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

Página Anterior Próxima Página Home
Related Posts with Thumbnails